Pular para o conteúdo principal

CONHECENDO OS CORPOS SUTIS PARA TRABALHAR COM REIKI


"Na sua viagem no tempo, o ser traz como que uma mala, que se vai enchendo sempre mais de nova sabedoria e capacidades. Na juventude ele a vai abrindo e tirando dela as ferramentas que ali encontra, para realizar o seu atual trabalho terrestre. No fim de sua vida, ele coloca de novo tudo na mala, modificado ou não, aumentando ou diminuindo, melhorando ou piorando, conforme ele viveu, para com essa nova bagagem, enfrentar a vida sucessiva. E assim por diante. Cada vida é sempre uma continuação, uma conseqüência, e não se pode construir senão em cima do que foi construído no passado".

Pietro Ubaldi


Nosso campo de energia é composto de várias camadas sutis chamadas “corpos sutis”, cada uma delas envolvendo as demais. Como acontece com outros aspectos da energia sutil, o vocabulário é impreciso e alguns termos são usados de maneiras diferentes pelas pessoas. Clarividentes e praticantes de cura pela energia, de um modo geral, referem-se a uma sequência de corpos sutis a partir da pele. Todos dividem a aura em camadas, que são definidas pela localização, pela cor, pelo brilho, pela forma, pela densidade, pela fluidez e pela função.
Do ponto de vista do cientista, cada camada pode ser considerada um nível de vibrações mais elevadas, que ocupa o mesmo espaço dos níveis de vibração inferiores e se estende além deles. Para que se percebam os níveis consecutivos o observador precisa mover-se com a consciência para cada novo nível de freqüência. O terapeuta de cura, entretanto, não necessita obrigatoriamente visualizar estes níveis para que a cura se processe.
Temos setes corpos, segundo a Dra. Barbara Ann Brenan e vários outros estudiosos, que ocupam todos os mesmos espaços ao mesmo tempo, cada qual se estendendo para fora além do último. Estas camadas, entretanto, não se sucedem qual a imagem de camadas de cebola. As camadas estruturadas contêm todas as formas que o corpo físico possui, incluindo os órgãos internos, os vãos sanguíneos e formas adicionais, que o corpo físico não contém.
Os diversos estudiosos, em sua maioria, se referem aos Sete Corpos como: Corpo Etérico, Corpo Emocional, Corpo Mental, Corpo Astral,  Corpo Etérico Padrão, Corpo Celestial e Corpo Ketérico Padrão ou Corpo Causal. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Práticas

O sexto chakra - Chakra Frontal – “Terceiro olho”

Nome: Ajna Meridianos: os do chakras umbilical – fígado, pulmão, vesícula biliar, intestino grosso. Glândula Endócrina: hipóse (pituitária) localizada na base do crânio. Hormônios: vários hormônios que regulam o crescimento e o mestabolismo, dentre eles a Vasopressina (anti-diurático), pituitária. Cor: Índigo Corpo Áurico: celestial Planeta: Urano Vitamina/mineral: Complexo B e magnésio Pedro Preciosa: água marinha Tom Musical: lá Símbolo: lótus de noventa e seis pétalas Raio: verde-cristal Sentido: todos e percepção extra-sensorial Mantra: Om (Compreensão) 
Localiza-se na região mediana da testa. Este é o chakra esotérico e orgânico, correspondente à glândula pituitária. É o responsável pelo redirecionamento das energias da força do desejo/atração pessoal (chakra do umbigo) para a oitava vibratória superior relacionada ao nível de liderança e administração carismáticas e responsáveis. Irradia as cores primária: amarelo, alternando com azul intenso, que em pessoas desenvolvidas em bordas viole…

ALGUMAS PESQUISAS COM TERAPIA REIKI

Servidores da área médica reconhecem que Reiki tem seu valor. Este é o motivo pelo qual o Reiki tem sido tem sido introduzido e utilizado em centenas de hospitais e clínicas em vários países. Médicos, enfermeiros e outros membros da área médica acreditam que Reiki é efetivo para reduzir os efeitos colaterais de radiações e drogas. Também acreditam que Reiki reduz e/ou elimina a necessidade de medicações para dor, reduz a ansiedade e stress, acelera o processo de cura diminuindo o tempo no hospital, ajuda a abrir o apetite e melhora o sono.
Por que os Hospitais Gostam de Reiki? Os hospitais estão passando por grandes mudanças. Eles experienciam a necessidade de reduzir seus custos e ao mesmo tempo aumentar os cuidados aos seus pacientes. Com o modelo antigo os hospitais baseado em altos custos com medicamentos e tecnologias, eles passaram a viver um problema. Isto não se aplica ao Reiki e a outras terapias complementares. Reiki não requer tecnologia e muitos de seus praticantes trabalha…