Pular para o conteúdo principal

História dos Nomes Sagrados


Deus criou todas as coisas com peso, número e medida; por esta razão, os magos e os sábios filósofos afirmam que todos os seres dele receberam um atributo. A partir disso, estabelecem como princípio que cada número contém um mistério e um atributo relacionado com uma divindade ou uma inteligência qualquer.

Em seguida, deduzem, como conseqüência, que todo o que existe na natureza forma um encadeamento de causas e efeitos que se multiplicam infinitamente, e cada uma das causas relaciona-se sempre com um número determinado.

Compete apenas a Deus conhecer essas relações e infinidade. Os antigos rabinos, os filósofos e os cabalistas explicam, segundo seus sistemas, a ordem, a harmonia, e as influências dos céus sobre o mundo, através das vinte e duas letras hebraicas que compõem o alfabeto místico dos hebreus. Eus aqui a explicação dos mistérios que esse alfabeto encerra:

Da letra Alephא, até a letra iodי, é designado o mundo invisível, isto é, o mundo angélico, composto por inteligências soberanas que recebem as influências da primeira luz eterna atribuída do pai, do qual tudo emana.

Da letra caphכ, até a letra tsadeצ, são designadas as diferentes ordens de anjos que habitam o mundo visível, isto é, o mundo astrológico, atribuído ao filho, e indica a divina sabedoria que criou essa infinidade de flobos existentes na imensidão do espaço. Cada um deles está sob a proteção de uma inteligência especialmente encarregada pelo criador de conservá-los em seus orbes, a fim de que nenhum astro possa perturbar a ordem e a harmonia estabelecidas.

A partir da letra tsadeצ, até a última denominada thauת, é designado o mundo elementar atribuído pelos filósofos ao Espírito Santo. É o soberano Ser dos seres; dá a alma e a vida a todas as criaturas.

Na esfera dos elementos reina a ordem dos anjos que influem sobre o destino dos homens. Eles prevalecem sobre todos os seres animados e são igualmente encarregados de manter as gerações e de multiplicar, infinitamente, as diferentes espécies de criaturas.
Explicarei separadamente as vinte e duas letras hebraicas, com os atributos dos nomes divinos e das inteligências correspondentes a cada uma delas.

Conforme o sistema dos cabalistas, א Aleph, primeira letra de todos os alfabetos, corresponde ao primeiro nome de Deus, Eheieh ה י ה א, interpretado como essência divina. Os cabalistas chamam-no de aquele que a vista jamais viu, porque está muito acima da mais sublime elevação, até mesmo acima dos serafins. Reside no mundo chamado (ain-soph ק ו ס ז י א) que significa o infinito. Seu atributo chama-se Kether ר ת כ, traduzido como coroa ou diadema. Tem domínio sobre os anjos, chamados pelos hebreus de haioth-hakodech ש ר ו ק ת – תו י ח, isto é, os animais da santidade. Forma o primeiro como dos anjos, os serafins ח י ס ר ש.

A segunda letra chama-se Beth ב. O segundo nome divino correspondente a essa letra é bachour ר ן ה ב (electus juvenis). Ele designa os anjos de segunda ordem, chamados pelos hebreus afanim ס י ב פ ן א, isto é, as formas ou as rodas, a que os ortodoxos dão o nome de querubins, ס י ב ן ר ב; É através de seu mistério que jehovah ה ןח י desfez o caos. Sua numeração chama-se Hochmah ה מ ב ח, que significa sabedoria.

A terceira letra é chamada Guimeג. Correspondente ao nome godolל ו ר ג, (Magnus), que significa grande. Designa os anjos da terceira ordem, que os hebreus chamam aralim ס י ל ר א, isto é, os anjos grandes e fortes. Os cabalistas denominam-nos tronos, terceiro coro de anjos. É por seu ministério que Deus, tetragrammation-Elohim, mantém a forma da matéria fluida. Sua numeração é chamada Binah ה נ י ב, que significa providência e inteligência.

Dalet, quarta letra, ר, representa o nome Dagoul ל ו ג ר, (insignis); correspondente também aos anjos da quarta ordem, que os hebreus cham hashmalim ס י ל מ ש ח, isto é, as dominações que formam o quarto coro dos anjos. É por seu ministério que Deus, El ל א, representa as imagens de corpos e todas as diversas formas da matéria. Seu atributo chama-se Chesed ר ס ח e significa elemência e bondade.

A quinta letra é Heה, de onde vem o nome hadour ר ו ר ה (formosus, majestuosus), e significa a majestade de Deus, Elohim-Gibor ר ו ב  י גס י ה ל א, produz os elementos; sua numeração é chamada Pechad ר ח פ, e significa temor e julgamento. Os cabalistas colocam-na a esquerda de Deus. Seu atributo é Geburahה ר ו ב ג, e significa força e potência.

Vau, a sexta letra, ו, forma o nome vezio ו י ז ו, (cum splendore). Designa a sexta ordem de anjos, chamada pelos hebreus malakim ס י ב א ל מ, isto é, o coro das potências. É por seu ministério que Deus, Eloah-vedahath ת  ע דוה ו ל א, produz os metais e tudo o que existe no reino mineral. Seu atributo é Tiphereth ת ד א פ י ת, que significa belezasolesplendor.

Zainז, sétima letra, dá origem ao nome zakai י ב ז (Purus mundus) e corresponde aos anjos de sétima ordem, denominados pelos cabalistas filhos de Elohim e, segundo os ortodoxos, são principalidades. É por seu ministério que Deus, Tetragrammaton-Sabaoth, cria as plantas e tudo o que existe no reino vegetal. Seu atributo é Netsah ח צכ, que significa triunfo e justiça.

A oitava letra é chamada Hethח, e designa o nome Hasid ר י ס ח (misericors). Correspondente aos anjos da oitava ordem, chamados pelos hebreus Beni-Elohim ס י ה ל אי כ ב, isto é, o filho dos Deuses, e, segundo os ortodoxos, o coro dos arcanjos. É por seu ministério que Deus, Elohim-Sabaoth, produz os animais e tudo que existe no reino animal. Seu atributo chama-se hod ר ו ה י, e significa louvor.

A nona letra é Tethט. Correspondente ao nome tehor ר ו ה ט (mundus, purus) e aos anjos da nona ordem, isto é, o nono coro de anjos, os quais presidem o nascimentos dos homens e lhe inspiram todas as luzes necessárias para sua condução à vida eterna. É por seu ministério que Shadai e Elhaiי ה ל אי ר ש, enviam anjos guardiões aos homens. Ela designa o Deus todo poderoso que contenta a todos. Seu atributo chama-se Iesodר ו ס י, e significa fundamento.

A décima letra demonina-se Iodי, origem do nome iahה י (Deus), e significa Deus. Designa a décima numeração, chamada pelos hebreus Adonais-malech ך ל מי ג ר א, interpretada como Deus-Rei. Seus atributos são o reino, o império e o templo de Deus; age pela ordem anímica das almas bem aventuradas, chamadas pelos hebreus de Ischim ס י ש י א, isto é, heróis, homens fortes e bem aventurados. Estão abaixo das outras hierarquias. É por seu ministério que os homens recebem a inteligência, a capacidade de trabalho e conhecimentos das coisas divinas. Aqui termina o mundo angélico.

A décima primeira letra chama-se caphכ, e dá origem ao nome Kabir ר י ב ב (potens), isto é, poderoso. Designa o primeiro céu, primeiro móbile, chamado pelos hebreus Elshadai י ר ש ל א. O primeiro móbile corresponde ao nome de Deus, Iod, expresso por uma letra י, que significa a causa primeira, a qual põe tudo o que é móvel em movimento.

A primeira inteligência soberana, que governa o primeiro móbile, isto é, o primeiro céu do mundo astrológico, atribuído à segunda pessoa da trindade, chama-se Mittatron ז ו ר ט ט מ. Seu atributo é o príncipe das faces. Tem a missão de introduzir todos aqueles que devem aparecer perante a face do grande Deus. Sob suas ordens está o príncipe Oriphel, com uma infinidade de inteligências subalternas. Os cabalistas afirmam ter sido através do ministério de Mittatron que Deus falou a Moisés e é também, através dele, que todas as potências inferiores do mundo sensível recebem as vistudes de Deus.

Caoh, a letra final, ך, corresponde aos dois nomes de Deus, sendo cada um composto por duas letras hebraicas, EL ל אIAH ה י. Exercem sobre as inteligências de segunda ordem que governam o Zodíaco a que os hebreus chama gagol-hammaziloth ת ו ל י ז ג מ הל ג ל ג. A inteligência do segundo céu é denominada Raziel לא י צ ר. Seu atributo significa visão de Deus e mensageiro de Deus.

Raziel, segundo os cabalistas, foi o mestre de Adão e recebeu as influências de Deus por intermédio de Mittatron, para transmiti-las às potências da terceira ordem.
Lamed ל, décima segunda letra, dá origem ao nome Limmud ר מ ל (doctus) que corresponde ao nome Saday י רש ou Schaddai (omnipotens), nome de Deus em três letras, chamado emblema do delta. Tem domínio sobre o terceiro céu e sobre as inteligências da terceira ordem que governam a esfera de Saturno, primeiro planeta chamado estrela errante, designado pelos hebreus י א ט ב ש Achebtai. Sua inteligência particular chama-se ל א י ט בש Schbtaiel. Seu atributo significa contemplação de Deusverdade de Deus ou Deus oculto. Abaixo dele estão os príncipes ZaphkielUrielCassiel e Agiel. Os cabalistas afirmam ter sido Zaphkiel o meno Noé, e Uriel, o de Esdras.
Segundo KircherShebtaiel recebe as influências de Deus por intermédio de Raziel, para transmiti-las às potências inferiores.

A décima terceira letra chama-se Memמ, de onde vem o nome meborak ך ר ב מ (Benedictus), isto é, Deus abençoado. Corresponde ao quarto céu e ao quarto nome Jehovah ה ו ה י. Exerce domínio sobre a esfera de Júpiter, chamado pelos hebreus Tsedekק ר צ. A inteligência soberana que governa a estrela de Júpiter chama-se ל א י ק רצ Tsadkiel, mestre de Deus por intermédio de Schebtaiel, para transmiti-las às inteligências de quinta ordem.

Mem, letra final ה, corresponde ao quinto céu e ao quinto nome de Deus, Jehoschouah ה ו ש ה י, composto de cinco letras. Santo nome de Jesus em hebraico. Exerce domínio sobre a esfera de Marte, chamada pelo hebreus maadim ס י ר א מ.

A inteligência soberana que govena a estrela de Marte denomina-se Camaelל א מ ב, mestre de Sansão. Os cabalistas dão-lhe inúmeros atributos: fogo de Deus, punição de Deus, auxílio e força de Deus. Tem muitos príncipes sobre suas ordens; os principais são Samael e GraphielCamael é encarregado de receber as influências de Deus por intermédio de Tsadkiel, para transmiti-las às inteligências da sexta ordem.

Numנ, décima quarta letra, forma o nome nora א ר ו נ (formidabiles), que significa Deus formidável. Essa letra também corresponde ao nome Emmanuel ל א ו נ מ ע (nobiscum Deus) e o sexto nome de Deus El-Gibor ד ו ב יגל א, compostos cada um por suas letras, cujo significado é Deus forte. Ambos dominam o sexto céu que é o sol. Chamado pelos hebreus Achemesch ש מ ש. A primeira inteligência soberana que governa o sol é chamada de Raphael ל א פ ד. Seu atributo significa casa de Deus. Tem sob suas ordens os príncipes Peliel, Naschiel, Eaphuel e Tardiel. Os cabalistas dizem que Raphael foi o mestre de Isaac, e do jovem Tobias, e o anjo Paliel, o de Jaboc. Raphael recebe as influências e as virtudes de Deus por intermédio de Camael, para transmiti-las, em seguida, às inteligências de nona ordem.

Num, letra final ן, refere-se ao sétimo nome de Deus, Aratita א ת י ד א ד א, composto por sete letras. Significa Deus mutável e exerce domínio sobre o sétimo céu e as inteligências da sétima ordem que governam a esfera de Vênus, chamada pelos hebreus de Nogah ה ג ו נ. A primeira inteligência soberana que governa a estrela de Vênus é Haniel ל א ל א נ א ה. Os cabalistas consagram-lhe diferentes atributos: Amor de Deusjustiça de Deus e graça de Deus; tem sob suas ordens os príncipes Cerviel e Hagiel. Os sábios filósofos afirmam que Cerviel era o mestre de David. Haniel recebe as influências de Deus por intermédio de Raphael, para transmiti-la às inteligências de oitava ordem.

A décima quinta letra é denominada Samechס, de onde cem o nome Somekך מ ו ס (fulciens, firmans). Também corresponde ao oitavo nome de Deus Schehammephoraschש ד ו פ מ ה מ ש, composto de oitos letras. Os cabalistas chamam-no Deus santo, justo e terrível. Exerce domínio sobre o oitavo céu, denominado pelos hebreus Cocab ב ב ו ב, isto é, estrela de Mercúrio. A inteligência que a governa é Mikael ל א ב י מ, e foi o mestre de Salomão e de Samuel. Sob suas ordens o príncipe Tiriel. Recebe a força de Deus por intermédio de Raphael, para transmiti-la aos anjos da nona ordem.

Hainצ, décima sexta letra, dá origem ao nome Hazazז ז צ, (fortis), que significa Deus forte. Corresponde aos nomes Jehovah-Tsebaothת ו א ב צה ו ה י. Tem domínio sobre o nono céu, chamado pelos hebreus Iareachח די, e pelos árabes Eaneah, a lua. A inteligência que a governa se chama Gabrielל א י ר ש, mestre de José e Daniel. Gabriel recebe a força de Deus por intermédio de Mikael, para transmiti-las às ordens inferiores que governam a terra e os elementos.

Aqui termina o mundo astrológico. Veja a seguir o terceiro mundo, isto é, o mundo elementar atribuído ao Espírito Santo.

A décima sétima letra é Phéפ, correspondente ao décimo oitavo nome, phodeh ה ד ו פ (redemptor), que significa redentor; a letra Phé significa o fogo, primeiro elemento e lugar onde vivem as salamandras. A inteligência soberana que tem domínio sobre o fogo é chamada pelos hebreus Serafim ס י פ ר ש; sob suas ordens estão os príncipes Menéalop e Arathon. Seus principais ministros ou chefes subalternos são CasmaranGargatelTabielGaviel e Festativi. Cada seita tem nomes diferentes porque a inteligência do fogo é chamada Milaim, segundo os magos, Ptah ou Ardarel, segundo os adeptos, Némiphtah, segundo os egípcios, e Tascheter, segundo os Persas. As inteligências do fogo presidem no verão, o sul.

Phé final, ף, designa o ar onde habitam os silfos. A inteligência soberana que governa esse elemento é chamada pelos hebreus de Querubimס י ב ו ר ב. Ela tem sobre suas ordens o príncipe Amadieh e Agiathon. Os principais chefes são chamados Talvi, Caracasa, Amatiel, Comisoros, Spugliguel e Amadai. As inteligências do ar dominam, durante a primavera, o ocidente ou oeste.

A décima oitava letra se chama tsade, צ , de onde vem o nome Tsedek  ק ד צ (Justus), que significa Deus justo. Essa letra designa a água onde habitam as ninfas. A primeira inteligência que domina este elemento é chamada pelos hebreus Tharshishש י ש ר ת, e tem sob suas ordens os príncipes Emachiel e Bégud, e os chefes: Falas, Amabael, Ctarari, Altarib, Gênénia, que dominam durante o outono, o oeste, e ou o ocidente.

A décima nona letra, koph ק, dá origem ao nome Kadoch ש ד ק (sanctus), cujo o significado e Deus Santo. Essa letra corresponde à terra onde habitam os gnomos. A inteligência da terra chama-se Ariel e tem abaixo de si os príncipes Ardarael, Tarquam, Guabarael, Torquaret e Rabianira. As inteligências da terra presidem, no inverno, ao norte.
Resch, vigésima letra hebraixa, ר, dá origem ao nome Rodeh ה ד ר (imperans), isto é, Deus que comanda. Essa letra é atribuída ao primeiro princípio de Deus, o qual se refere ao reino animal e ao homem, primeiro de todos os animais, e o que se aproxima do criador por sua inteligência e seu espírito, já que Deus o criou a sua imagem.

Achim, vigésima primeira letra, ש, de onde provém o nome Shasdai י ד ש (omnipotens), cujo significado é Deus todo-poderoso. Essa letra é atribuída ao segundo princípio de Deus, aquele que dá origens a todas às substâncias vegetais.

A vigésima segunda e última letra chama-se thauת, de onde vem o nome thechinah ה  נ ח ת (gratiosus), significa Deus da graça. Essa letra designa o terceiro princípio de Deus, o qual dá origem a tudo que existe no reino mineral. Os cabalistas dizem que essa letra é o símbolo do homem, porque designa o fim de tudo que existe, assim como o homem é o fim da perfeição de todas as criaturas.

Eis em que consiste o alfabeto místico dos hebreus. Aqui está a recapitulação com os números, pois cada letra tem seu valor numérico, visto que não existiam outros algarismos.




Primeiramente, dividem seu alfabeto em três séries:
Primeira série

9.
8.
7.
6.
5.
4.
3.
2.
1.
ט
ח
ז
ו
ה
ד
ג
ב
א
Segunda série

90.
80.
70.
60.
50.
40.
30.
20.
10.
צ
פ
ע
ס
נ
מ
ל
כ
י
Terceira série

900.
800.
700.
600.
500.
400.
300.
200.
100.
ץ
ף
ן
ם
ך
ת
ש
ר
ק


Segundo o quadro acima, a primeira série indica as unidades; a segunda, as dezenas; a terceira, as centenas. As três séries designam também os três mundos já indicados. Eis aqui a tríade mística, símbolo da Santíssima Trindade, que os antigos egípcios e caldeus cuidadosamente ocultaram dos profanos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

HEY ALEF SHIN

(ALMA GÊMEA) A energia de almas gêmeas é estimulada através desta seqüência de letras. Você atrai a outra metade da sua alma. Todos os seus relacionamentos existentes são profundamente enriquecidos, imbuídos da energia da alma gêmea. (28)

ALGUMAS PESQUISAS COM TERAPIA REIKI

Servidores da área médica reconhecem que Reiki tem seu valor. Este é o motivo pelo qual o Reiki tem sido tem sido introduzido e utilizado em centenas de hospitais e clínicas em vários países. Médicos, enfermeiros e outros membros da área médica acreditam que Reiki é efetivo para reduzir os efeitos colaterais de radiações e drogas. Também acreditam que Reiki reduz e/ou elimina a necessidade de medicações para dor, reduz a ansiedade e stress, acelera o processo de cura diminuindo o tempo no hospital, ajuda a abrir o apetite e melhora o sono.
Por que os Hospitais Gostam de Reiki? Os hospitais estão passando por grandes mudanças. Eles experienciam a necessidade de reduzir seus custos e ao mesmo tempo aumentar os cuidados aos seus pacientes. Com o modelo antigo os hospitais baseado em altos custos com medicamentos e tecnologias, eles passaram a viver um problema. Isto não se aplica ao Reiki e a outras terapias complementares. Reiki não requer tecnologia e muitos de seus praticantes trabalha…

O sexto chakra - Chakra Frontal – “Terceiro olho”

Nome: Ajna Meridianos: os do chakras umbilical – fígado, pulmão, vesícula biliar, intestino grosso. Glândula Endócrina: hipóse (pituitária) localizada na base do crânio. Hormônios: vários hormônios que regulam o crescimento e o mestabolismo, dentre eles a Vasopressina (anti-diurático), pituitária. Cor: Índigo Corpo Áurico: celestial Planeta: Urano Vitamina/mineral: Complexo B e magnésio Pedro Preciosa: água marinha Tom Musical: lá Símbolo: lótus de noventa e seis pétalas Raio: verde-cristal Sentido: todos e percepção extra-sensorial Mantra: Om (Compreensão) 
Localiza-se na região mediana da testa. Este é o chakra esotérico e orgânico, correspondente à glândula pituitária. É o responsável pelo redirecionamento das energias da força do desejo/atração pessoal (chakra do umbigo) para a oitava vibratória superior relacionada ao nível de liderança e administração carismáticas e responsáveis. Irradia as cores primária: amarelo, alternando com azul intenso, que em pessoas desenvolvidas em bordas viole…